Você entende a linguagem do seu carro? Veja 7 sinais de que algo está errado - Royal FIC

Você entende a linguagem do seu carro? Veja 7 sinais de que algo está errado

23 março de 2018

Da mesma forma que o nosso corpo apresenta sintomas quando começamos a ficar doentes, o carro, quando começa a ter problemas, dá “dicas” de que algo não está funcionando como deveria. É como se ele tentasse se comunicar com você.

Para ajudá-lo a interpretar a linguagem do veículo, listamos sete importantes sinais que não podem ser desprezados.

Suspensão
1 – Uma forma de o carro se comunicar com o dono é por meio de sons. Se os pneus cantam em velocidades baixas ou se você ouve uma batida seca ao passar em lombadas, pode estar precisando trocar os amortecedores. Como o prazo para a troca varia muito de acordo com o uso do veículo, a distância percorrida e o modo de dirigir, o ideal é procurar uma oficina especializada assim que o problema surgir.

2 – As molas também podem afetar a suspensão, deixando o carro instável e fazendo-o balançar ao passar por obstáculos. Embora elas possuam vida útil maior do que os amortecedores, têm uma responsabilidade extra, que é suportar o peso da carroceria. Com isso, o risco de acidente e danos é maior, então, fique de olho.

Partida
3 – Se o carro está custando a pegar, é preciso verificar a bateria e também a bomba de combustível. Peça ao mecânico de sua confiança para checar a linha de transmissão.

Alinhamento/Balanceamento
4 – Talvez seja o recado mais claro que o carro dá ao motorista. Se você conduz o volante para uma linha reta e o veículo começa a seguir um caminho mais à direita ou à esquerda, ele está tentando lhe dizer que a direção precisa de alinhamento. Outro sinal é quando o veículo fica instável na estrada e parece que a direção se mexe sozinha. Ele está avisando que as rodas precisam de balanceamento. Simples assim. Para evitar que esses sinais apareçam, a dica é manter em dia a revisão periódica.

Motor
5 – Se o motor está falhando ou apaga de repente, o problema pode ser nas velas ou no cabo de vela. O serviço é barato e o ideal é que a troca seja realizada a cada 20 mil quilômetros. Siga as instruções do Manual do Proprietário e procure seu mecânico de confiança.

Freios
6 – O carro está produzindo ruídos ou um barulho metálico quando você aciona os freios? Então, você precisa providenciar a troca da pastilha de freio. Leve o carro ao mecânico o quanto antes para que o freio não perca sua eficiência e você e sua família não corram riscos desnecessários.

Combustível
7 – E a dica de ouro vai para a qualidade do combustível. Gasolina ou álcool de má qualidade fazem com que o carro produza um barulho metálico, agudo, na partida ou arrancada. Isso ocorre porque a injeção é forçada na câmara de combustão, podendo danificar o bico injetor e outros componentes importantes.

Por isso, além de manter as revisões em dia, verifique sempre a procedência do combustível. Mesmo os postos chamados de bandeira branca são obrigados a informar na bomba a origem do combustível.

Há 20 anos a Royal FIC percorre o Brasil levando combustível de qualidade. Atualmente, a distribuidora comercializa cinco produtos: Diesel S500 e S1, Gasolina comum e aditivada e Etanol.

Abasteça num posto de confiança e mantenha as revisões em dia. O seu carro agradece!