Qualidade: componente fundamental - Royal FIC

qualidade-componente-fundamental-em-qualquer-combustivel

Qualidade: componente fundamental

10 agosto de 2016

Garantir a qualidade do combustível comercializado é fator de extrema importância para o distribuidor, pois é o que determina a parceria com cliente e o cumprimento das exigências legais. A qualidade dos combustíveis no Brasil é determinada pela ANP (Agência Nacional do Petróleo), então não é permitido comercializar produtos que não atendam essa legislação.

No caso da Royal FIC, todos os produtos comercializados são analisados em laboratórios e aprovados por químicos credenciados junto ao Conselho de Química. Já o cliente recebe suporte técnico no recebimento do produto via fone para instrução de procedimentos que irão garantir a qualidade do produto (quando solicitado) e também por visitas do controle de qualidade.

O intuito deste contato com o cliente é garantir que o mesmo realize o recebimento de forma correta confirmando a garantia do produto que irá comercializar. O laboratório móvel vai até o cliente para realizar análises e tirar dúvidas dos que utilizam o combustível comercializado pelo cliente.

Apesar de a implantação e a manutenção de programas abrangentes que monitorem a qualidade dos combustíveis implicarem em custo elevado, o resultado compensa, uma vez que a diminuição das não conformidades dos combustíveis gera reflexos positivos quanto à evasão fiscal, à redução das emissões atmosféricas de origem veicular e ao desempenho no uso diário do combustível pelo consumidor.

Os programas de controle de qualidade tem estimulado o estudo e a adoção de novas tecnologias em diversas áreas da indústria do petróleo e derivados, gás natural e dos biocombustíveis, em consonância com a atribuição da ANP de estimular a pesquisa e a adoção de novas tecnologias na exploração, produção, transporte, refino e processamento.

Fonte: ANP