PIX: o impacto do sistema de pagamentos no agronegócio - Royal FIC

PIX: o impacto do sistema de pagamentos no agronegócio

16 novembro de 2020

A partir de 16 de novembro, efetuar pagamentos será muito mais simples. O PIX, sistema desenvolvido pelo Banco Central, promete tornar o DOC e o TED obsoletos, com transferências entre contas levando, no máximo, dez segundos para serem efetuadas. 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Com operações sem custo – pelo menos, para pessoas físicas -, o PIX tem potencial para tornar a vida dos brasileiros mais simples, prática, dinâmica e segura. Mas como isso se aplica ao agronegócio?

Muitos bancos, uma chave

Quem trabalha com comércio costuma abrir contas em diversas instituições financeiras para facilitar as operações com o maior número possível de clientes. Isso gera um custo operacional. Basta procurar em seu extrato bancário para ver a “taxa de manutenção” e entender o problema.

O PIX é vinculado a apenas uma de suas contas, mas não é condicionado a ela: um PIX vinculado ao “Banco A” pode fazer um pagamento a outro, do “Banco B”, com a mesma agilidade, que varia de dois a dez segundos. Com o surgimento dos bancos digitais, que não cobram taxas de manutenção, o custo de ter um PIX e efetuar transações com qualquer pessoa ou empresa tende a zero.

O PIX no campo

Quem trabalha com agronegócio faz transações comerciais de toda natureza: compra de insumos e maquinário, contratação de colaboradores e venda da produção, para ficar nas mais óbvias. Em regiões que, normalmente, são mais afastadas de centros urbanos e com menos agências bancárias disponíveis, depositar um pagamento pode ser um desafio logístico.

Mesmo se existir uma agência bancária acessível para saques e depósitos, andar regularmente com dinheiro vivo torna o produtor rural um alvo fácil para assaltos. Esse cenário, por si, mostra o potencial transformador do PIX.

A partir do novo sistema, a circulação do dinheiro se torna muito mais rápida: será possível vender a safra, comprar novos insumos e pagar salários em poucos minutos, sem andar com um centavo físico no bolso. Em caso de conexão ruim, é possível imprimir o código QR off-line para que o comprador faça o pagamento on-line.

Isso vai eliminar inconvenientes de agora, como a de realizar uma transação fora do horário comercial e só receber no dia útil seguinte. Ou de precisar pagar uma taxa extra ao efetuar um pagamento. O PIX traz ao agronegócio agilidade e economia.

Um sistema financeiro integrado pelo PIX

Mais do que nas relações comerciais, o PIX é a perspectiva de uma integração financeira na comunidade do agronegócio para além da atividade-fim. Será muito mais fácil fazer o dinheiro circular quando o sistema estiver adequadamente implementado e operando.

Em um mercado que, apesar de vital para o funcionamento do Brasil, opera numa realidade própria, o conceito em si de integração já é bem-vindo. Do pequeno produtor familiar ao grande exportador, o PIX faz do agronegócio parte da economia.





×

Olá, bem vindo(a) à Royal FIC. Como podemos te ajudar?

Clique e fale conosco via whats app

× Como posso te ajudar?