Fale conosco:
0300 210 1342
Menu
Tanquinho de gasolina: como funciona o reservatório de partida a frio

Tanquinho de gasolina: como funciona o reservatório de partida a frio

19 Janeiro de 2018

Com a grande variação do preço dos combustíveis, é sempre aconselhável fazer a conta do que vale mais a pena na hora de encher o tanque: álcool ou gasolina? Se o cálculo indicar que o álcool está compensando mais (veja abaixo como fazer a conta), não se esqueça também de abastecer o reservatório de partida a frio, também conhecido como tanquinho de gasolina.

O álcool, além da questão econômica, tem a vantagem de poluir menos a atmosfera, se comparado à gasolina. Entretanto, a combustão do derivado da cana em temperaturas mais baixas, ou seja, em dias frios, é mais difícil que a da gasolina, o que pode impedir que o motor comece a funcionar corretamente. É aí que entra o tanquinho de gasolina.

Posicionado próximo ao motor, o reservatório de partida a frio tem o importante papel de armazenar gasolina extra para que esta ajude na partida do veículo flex, nos dias frios, quando o tanque tiver uma proporção maior de etanol do que de gasolina.

Funciona da seguinte forma: os sensores do motor detectam qual combustível está sendo injetado na câmara de combustão e a temperatura atual do motor. Combinando essas informações, a central do veículo verifica se a temperatura está, ou não, ideal para dar a partida normalmente. Se perceber que será necessário enriquecer a mistura para a partida a frio, vai utilizar um pouco do combustível do tanquinho. Por isso, ele precisa estar sempre abastecido, mas muitos motoristas se esquecem desse detalhe.

O ideal é abastecer o tanquinho com gasolina aditivada, que tem maior durabilidade. Isso porque o sistema de partida a frio nem sempre é demandado e a gasolina exigida para auxiliar na partida é mínima, podendo estragar dentro do tanquinho. Para evitar danos ao veículo, mantenha o reservatório abastecido com gasolina de qualidade e verifique regularmente se ela não ficou velha.

Quando o reservatório está quase vazio, em vários veículos uma luz acende no painel. Vale ressaltar que, nos modelos mais modernos, o problema da partida a frio foi resolvido com a criação do sistema de aquecimento de combustível. Com esse sistema, o etanol já entra na câmara de combustão aquecido e com maior poder de pulverização, eliminando a necessidade do tanquinho de combustível.

Gasolina ou álcool?
Se o que você busca é economia, o ideal é sempre fazer o cálculo para saber qual combustível compensa mais no momento de abastecer o tanque.

Como o preço por litro do álcool é sempre mais baixo que o preço da gasolina – porém seu consumo é maior – faça a seguinte conta:
multiplique o valor da gasolina no posto de combustível por 0,7.

Se o resultado for maior que o preço do álcool, vale abastecer com álcool. Já se o resultado for menor que o valor do álcool, encha o tanque com gasolina.

A qualidade do combustível está ligada ao processo de produção e armazenamento. A Royal FIC tem mais de 20 anos no mercado e uma trajetória marcada pela busca da excelência nos processos, produtos e serviços prestados. Todos os postos, mesmo os considerados bandeira branca (sem distribuidora exclusiva), devem informar em cada bomba qual a distribuidora responsável pelo fornecimento do combustível. Fique atento!



ACOMPANHE AS NOVIDADES DO ROYAL FIC