Fale conosco:
0300 210 1342
Menu

Saiba a origem e a diferença entre álcool, etanol, diesel e gasolina

23 fevereiro de 2018

Álcool, diesel, etanol e gasolina. Você sabe qual a diferença entre esses combustíveis, de onde eles vêm e como devem ser utilizados? Eles têm origens diferentes, afetam o motor e o meio ambiente de formas diferentes e também possuem aplicações distintas. Confira!

Em primeiro lugar, álcool e etanol são a mesma substância. Em função de uma resolução da Agência Nacional do Petróleo (ANP), desde setembro de 2010, o termo utilizado nas bombas é "etanol" embora a palavra “álcool” ainda seja a mais popular.

Enquanto a gasolina e o diesel têm origem fóssil, o etanol tem origem vegetal, é extraído da cana-de-açúcar e considerado um combustível renovável e menos poluente do que os derivados do petróleo. Assim como a gasolina, serve para abastecer veículos leves, como carros e motos.

O etanol vendido nos postos de gasolina é o álcool etílico hidratado, uma mistura com cerca de 96% de etanol e o restante de água. Já o etanol misturado à gasolina é o álcool anidro, um tipo de etanol que possui pelo menos 99,6% de álcool puro. Desde a década de 1970, quando o Programa Proálcool foi lançado, é obrigatória a mistura de álcool anidro à gasolina convencional, atualmente na proporção de 27% para gasolina comum e 25% para a premium (Portaria MAPA nº 75, de 05/03/2015).

Petróleo – Tanto a gasolina como o óleo diesel são derivados do petróleo e considerados combustíveis fósseis. Nas refinarias, esse óleo em estado bruto passa por uma série de processos e é destilado a temperaturas diferentes, dando origem a gasolina, diesel, lubrificantes e querosene de aviação.

O diesel é utilizado em veículos pesados, que percorrem maiores distâncias, como ônibus, caminhões e tratores. No Brasil, um veículo só pode rodar com diesel se puder carregar ao menos 3.500 kg de carga total; se for caracterizado como veículo de transporte coletivo ou, ainda, se possuir sistema de tração 4x4 com caixa de redução, conforme manda o Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Vale ressaltar que cada combustível afeta o motor de uma forma diferente. A combustão da gasolina no motor é incompleta e feita por velas. No diesel, também é incompleta, mas a combustão ocorre por compressão. Já o álcool tem combustão completa, realizada pela alta taxa de compressão.

PRODUTOS

Há mais de duas décadas, a ROYAL FIC percorre o Brasil, levando combustível de qualidade para várias regiões do país, com agilidade e excelência nos processos. Confira, abaixo, os produtos distribuídos pela empresa.

Diesel S10 – Diminui a formação de depósitos no motor, reduz agentes contaminantes nos lubrificantes e melhora a partida a frio. Para o meio ambiente, diminui a emissão de material particulado e de fumaça branca, devido à redução de enxofre em sua composição.

Diesel S500 – É utilizado em veículos a diesel fabricados antes de 2012, com motores de combustão interna e ignição por compressão, como furgões, vans, ônibus e caminhões e não possui nenhum aditivo.

Gasolina comum – Menor desgaste do motor e vida útil mais longa do lubrificante, mantendo a eficiência energética do motor.

Gasolina aditivada – Melhor desempenho do motor; menor desgaste de peças e baixa emissão de gases poluentes, preservando o meio ambiente.

Etanol – Combustível obtido da fermentação da cana-de-açúcar, o etanol ajuda na redução do gás carbônico. O tempo de preservação do etanol no tanque combustível, sem perder suas características, depende das condições de armazenagem e temperatura.



ACOMPANHE AS NOVIDADES DO ROYAL FIC