Álcool de posto serve para combater o coronavírus? - Royal FIC

Álcool de posto serve para combater o coronavírus

Álcool de posto serve para combater o coronavírus?

30 março de 2020

Higienizar as mãos com água, sabão e álcool em gel é a melhor arma para o combate ao COVID-19. Esta é uma das principais medidas de prevenção e combate ao contágio, recomendada pelo Ministério da Saúde e OMS (Organização Mundial de Saúde). Por conta disto, a procura por álcool em gel, por exemplo, aumentou exponencialmente e o produto está em falta nas farmácias e mercados. Isso tem causado o desespero de algumas pessoas que tem buscado soluções alternativas, porém insuficientes e nocivas à saúde. E uma delas é a utilização do etanol, mais conhecido como álcool de posto. No entanto, além de não matar o coronavírus, o etanol quando utilizado para higienização das mãos pode ser tóxico. Quer saber por quê? Confira então!

Porque o álcool de posto não é eficiente contra o coronavírus?

O etanol ou álcool de posto não é eficaz no combate ao coronavírus porque sua concentração alcoólica ultrapassa 90%. Neste caso, o álcool vai evaporar mais rápido e não terá tempo de agir contra o vírus. Além disso, sua manipulação pode ser altamente tóxica. Isso porque na composição do álcool de posto há substâncias como o metanol e hidrocarbonetos, que são prejudiciais à saúde. Manipulá-lo pode causar desde irritações na pele ou nos olhos até contaminação por metanol, que absorvido pela pele pode causar cegueira e morte, em casos mais graves.

E o álcool em gel funciona?

Os tipos de álcool mais indicados são aqueles que tem concentração de 70% v/v, utilizados para desinfetar superfícies, objetos, além de ser antisséptico de pele. Esse é o caso do álcool em gel. Além do mais, ele tem a condição propícia para desnaturação de proteínas e de estruturas lipídicas da membrana celular, podendo causar a lise celular, ou melhor, a destruição do microrganismo – vírus ou bactéria. É por isso que sua utilização foi recomendada pela OMS, como medida para evitar a proliferação e o contágio do coronavírus.

Quais outras medidas posso adotar contra o coronavírus?

Na verdade, o que o Ministério da Saúde recomenda para evitar a proliferação do coronavírus são as medidas básicas de higiene. Como já falamos, isso inclui lavar as mãos com água e sabão e álcool em gel e depois secá-las com toalhas de papel.

Mas a lista não para por aí! Confira as demais medidas preventivas que são simples de serem adotadas:
-Higienize com frequência e com álcool em gel o telefone celular, volante do carro, teclados do computador, cadeiras, maçanetas, etc.
- Limpe a casa utilizando água sanitária – solução de uma parte de água sanitária para 9 de água – para limpar superfícies.
- Ao espirrar ou tossir cubra a boca e o nariz com um lenço de papel e depois jogue-o no lixo. Na falta de lenço, utilize o cotovelo na frente da boca e do nariz. E mais: evite tocar os olhos, nariz e boca com as mãos sujas.
- O uso de máscaras é indicado somente para profissionais de saúde, cuidadores de idosos, lactantes e pessoas diagnosticadas com o coronavírus.
- Evite aglomerações e reuniões em ambientes fechados e mantenha sempre os locais de trabalho ventilados.
- Evite compartilhar objetos de uso pessoal como talheres, toalhas, pratos e copos.





×

Olá, bem vindo(a) à Royal FIC. Como podemos te ajudar?

Clique e fale conosco via whats app

× Como posso te ajudar?